Anúncios
Geral

Trânsito em Porto Alegre- Estatísticas de 2007

Notícias sobre estatísticas a respeito de acidentes no trânsito geralmente são assustadoras e apresentam elevação no número de ocorrências e de vítimas. No entanto são necessárias, sendo uma das formas que os responsáveis pelo setor utilizam para procurar conscientizar a população da necessidade de cuidados na condução de veículos e na circulação pelas vias.

Uma exceção são os dados divulgados hoje pela Empresa Pública de Transporte e Circulação( EPTC), de Porto Alegre.

Confirmando a tendência observada desde 2005, houve redução no número de vítimas fatais em relação ao ano anterior, embora a empresa ressalte que esta diminuição não foi uma constante durante o ano. Um dos meses em que houve aumento no número de vítimas foi o de janeiro, o que serve de alerta para evitarmos que o mesmo ocorra em 2008.

O número de mortes por atropelamento diminuiu no percentual de 16% comparativamente a 2006. No entanto, os acidentes com motos, que representam apenas 10% da frota portoalegrense, são responsáveis por 42% das vítimas fatais na capital gaúcha, o que representa um aumento de 19% em relação ao ano anterior.

É significativo o aumento do número de motos em circulação nas ruas , mesmo representando um percentual pequeno em relação aos demais veículos. Esperamos que as novas exigências com relação a equipamentos de proteção destes veículos ajude a diminuir estes índices.

A EPTC anuncia que irá intensificar atividades de educação para o trânsito, especialmente em relação às motos, além de prosseguir com ações voltadas para engenharia e fiscalização.

Os dados demonstram que as ações da EPTC têm dados resultados positivos e esperamos que consigam vencer o verdadeiro desafio, que é inverter este doloroso aumento de perda de vidas em acidentes com motos. Continuamos a acreditar que esta luta somente será vencida com a colaboração da população para mudar a mentalidade em relação ao que verdadeiramente significa um veículo, ou seja, que eles existem única e exclusivamente para nos auxiliar a irmos de um lugar para outro.

Quanto às autoridades responsáveis pela fiscalização no trânsito, é preciso que continue havendo uma postura intransigente de exigência ao cumprimento da lei. Esta postura causa reações – todos odeiam agentes de trânsito, porque todos esperam que ocorra o “jeitinho”, a tolerância, quando são alvos da fiscalização. No entanto, a tolerância e aparente benevolência quando se trata de trânsito pode trazer consequências trágicas. Então, esperamos que a fiscalização de trânsito continue sendo “antipática”, no sentido de não transigir com infrações, doa a quem doer. Isso pode fazer com que vidas sejam preservadas. Pode fazer com que menos pessoas virem estatísticas.

Mais informações sobre estatísticas no site da EPTC:


Leia  também: Trânsito em Porto Alegre- dados estísticos de  2008.

Anúncios

Sobre Yassmine Uequed Pitol

Yassmine Uequed Pitol nasceu em Porto Alegre em 30 de maio de 1984. Graduada em Direito em 2011 pela Uniritter. Pós graduada em Direito do Consumidor pela Ufrgs (2014). Cursou Artes Visuais na Ufrgs.Atualmente cursa Pós Graduação em Direito Processual Civil na Uniritter e mestrado em Direito no Unilasalle. Yassmine gosta de jogar futebol e de correr. Pintora e desenhista, acompanha futebol, filmes, seriados, música e tênis. No Perspectiva Onlina, escreve sobre tudo isso e muito mais.

Discussão

Um comentário sobre “Trânsito em Porto Alegre- Estatísticas de 2007

  1. bom

    Curtir

    Publicado por projetocris3@gmail.com | 25 de junho de 2008, 15:55

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: