Cidade dos Tocos, Ecologia

Muros

Entrada do parque antes da colocação dos muros

Uma característica dos tempos atuais no Brasil é a reivindicação das comunidades pelo cercamento de áreas verdes. Em todas elas percebe-se que a motivação é sempre a mesma: segurança. É assim no parque Municipal Getúlio Vargas em Canoas/RS e tem sido esse o argumento dos que pedem o cercamento do parque Farroupilha, a popular Redenção, em Porto Alegre.

No parque Getúlio Vargas está sendo substituída a tela que separava o local do loteamento Jardim do Lago por um muro semelhante ao que existe no Trensurb. A tela nunca teve manutenção e por isso estava quase que totalmente destruída, possibilitando transito entre o parque e o loteamento. Além da tela existiam duas entradas com portões, que tinham previsão de fechamento ao anoitecer. Isso quando existiam, pois o descaso dos últimos anos ocasionou que apenas ficassem as entradas, sem portões.

A comunidade que reside no Jardim do Lago solicitou, através de um abaixo assinado, com 80 assinaturas, que fosse efetivado o muramento. E assim está sendo feito. A partir de agora não haverá a mínima possibilidade de acesso ao parque através do loteamento. Todo o local será murado. A cena acima nunca mais irá se repetir. Moradores que gostam de frequentar o parque e tinham a comodidade de acessar a pista pelas entradas laterais terão de sair e ingressar pela entrada principal face a decisão de muramento.

Esses são os fatos. A vontade manifesta e assinada de alguns (80) afeta toda uma comunidade.Mas seria simplista e altamente injusto responsabilizar-se os oitenta moradores do loteamento pela decisão segregadora. Os moradores , com seu pedido escancararam que sua motivação era apenas uma: medo. O mesmo medo de todos nós ante a violência crescente. Os moradores não conhecem estratégias de segurança, porque não tem obrigação de conhecer. Apenas tem medo de ser alvo da violência e consideravam que o acesso para o parque facilitava a vida dos mal intencionados. No entanto, segurança pública é uma questão de estratégia e se os moradores não tem obrigação de saber disso aqueles que se propõe a gerir a coisa pública evidentemente tem.

Não é possível passarmos a murar tudo por medo da violência. O gestor público tem de proporcionar segurança, independente de muros. Telas conservadas e guardas circulando com portão de acesso fechado à noite não aumentaria a insegurança do local, pelo contrário, proporcionaria segurança efetiva com custo baixo  tanto para os usuários do parque como para os moradores.

O muro não irá proporcionar segurança a quem está dentro do parque escondido atrás dele. Se atualmente, com possibilidade de fuga pelos portões laterais tem momentos em que é altamente perigoso permanecer na pista, eis que não são protegidas por seguranças, imagine-se quando os muros isolarem os caminhantes. O administrador com sensibilidade e sem a ansia de dispender milhares de reais em concreto providenciaria que existisse policiamento dentro do parque, com conserto da grade e fechamento dos portões ao anoitecer, para segurança dos moradores vizinhos e dos frequentadores. Mas parece que o caminho da contratação de obra é mais fácil.Parece que para tudo é necessário uso de milhares de reais. E ao invés da visão harmoniosa do verde o lamentável aspecto do concreto de milhares de reais.

Temos que suportar mais um muro nessa triste cidade. Ao muro do Trensurb que a divide juntamente com a BR 116 agrega-se o muro do parque. Parque que era orgulho de todos nós e que tem sido constantemente alvo de ataques por aqueles que teriam obrigação de preservá-lo.

.

Divisão da cidade – BR 116 e seu muro

.

Mesmo local da primeira foto, agora com os muros

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Estatísticas do blog

  • 4.696.559 visitas
%d blogueiros gostam disto: