Anúncios
Literatura

Ler T.S. Eliot na Páscoa

0911

“O anjo no sepulcro vazio de Jesus”, Gustave Doré


T.S. Eliot é um poeta cristão, ou um cristão poeta, dependendo do momento. Nem sempre a matéria religiosa é dominante em sua poesia. Mas aparece sempre, mesmo indiretamente: a desolação de The Wasteland, de 1922, é a mesma que muitos cristãos da mesma época, principalmente católicos, sentiram ao verem o mundo que conheceram e ajudaram a construir ser destruído a partir de seus alicerces, como uma implosão. Eliot lamentava diante de um mundo que parecia ter esquecido tudo o que os mártires, os santos, os doutores e tudo o que os homens da Igreja deixaram construído para nosso desfrute – e, com isso, esquecido também dos valores básicos da civilização.

Como os maiores poetas, o grande mestre do Missouri também foi visionário. Tudo o que as abadias, os monastérios, as escolas e os claustros nos legaram é hoje pó a ser varrido pela vassoura do progresso histórico. Cada vez mais o mundo dá mostras claríssimas de que Deus, Cristo e a religião são problemas do passado. Eliot, como outros, o enxergou muito antes de todos. Como outros, não foi devidamente ouvido.

Por isso, a leitura do sexto coro de “A Rocha”, publicado em 1934, tem um significado especial nesta Páscoa.As belas mensagens em louvor a Cristo dão aqui lugar a um poema de duras palavras, , duramente sarcástico, e também indignado, de dedo em riste para o leitor, mas nunca amargo ou desesperançoso. Este coro é uma convocação para a batalha num momento em que a maioria das pessoas pensa em celebrar. Mas os grandes poetas, como T.S. Eliot, são homens à semelhança do Cristo especialmente inspirado do Evangelho de Mateus, X, 34-36: eles não vêm à terra para trazer a falsa paz , mas sim perturbar-nos com a espada.

É difícil para aqueles que nunca foram perseguidos
E para aqueles que jamais conheceram um Cristão
Acreditar nas histórias da perseguição cristã.
É difícil para os que vivem próximos à Delegacia
Acreditar no triunfo da violência.
Imaginais que a Fé já conquistou o mundo
E que os leões dispensem agora os carcereiros?
Será preciso vos dizer que tudo quanto foi pode ainda vir a ser?
Será preciso vos dizer que mesmo as iluminações medíocres
De que podeis vos jactar numa sociedade cultivada
Dificilmente sobreviverão à Fé que as tornou acreditadas?
Homens! Poli vossos dentes ao vos erguer e retirar;
Mulheres! Esmaltai vossas unhas
Poli os dentes do cão e as garras do gato.
Por que deveriam os homens amar a Igreja? Por que
deveriam eles amar suas leis?
Ela lhes fala da Vida e da Morte, e de tudo o que desgosto
lhes daria recordar.
Ela é meiga onde os homens gostariam de ser duros, e dura
onde a ternura os faria erguer um altar.
Ela lhes fala do Mal e do Pecado, e de outros fatos amargos.
Amiúde tentam eles escapar
À treva que no fundo os corrói e ao seu redor se alastra,
Sonhando com sistemas tão perfeitos em que o bem seja de
todo dispensável.
Mas o homem que é há de ofuscar
O homem que pretende ser.
E o Filho do Homem não foi crucificado apenas uma vez
para nos salvar,
O sangue dos Mártires não foi vertido apenas uma vez para
nos salvar,
A vida dos Santos não foram doadas apenas uma vez para
nos salvar
– Pois que o Filho do Homem é sempre crucificado
E o serão também os Mártires e os Santos
E se o sangue dos mártires deve escorrer sobre os degraus
Precisamos antes construir estes degraus;
E se deve ser o Templo derrubado
Precisamos antes ter o Templo edificado

Anúncios

Discussão

3 comentários sobre “Ler T.S. Eliot na Páscoa

  1. Quando vejo redes de SuperMercados não respeitarem a sexta-feira santa , abrindo suas portas como se fosse um dia qualquer, vejo que TS Eliot tinha razão.O sinal está dado. Nada mais importa, nada mais controla a ansia de comprar e vender, tudo é justificado.O recolhimento que o dia exige está sendo solapado. Quem ainda enxerga tem que levantar a voz, como o autor desse lindo artigo nesse ótimo blog.

    Curtir

    Publicado por Matilde Ribeiro | 11 de abril de 2009, 10:55
  2. Matilde: a religião é uma escolha calcada numa fé pessoal, singular, não numa verdade universal. Eu não me incomodo se alguém deixa de comer seu churrasco, vai ao culto e reserva seu dia aos deveres religiosos da sexta-feira santa. Eu respeito. Agora, se eu quero ir no Bourbon comprar carne vermelha e escutar um Iron Maiden no feriado, por que os cristãos se incomodam? Por que se ofendem com o supermercado aberto? Os supermercados são empresas, não são instituições religiosas… ainda bem! E me parece que o Eliot, nesse trecho, critica os próprios cristãos que não se dão conta do sentido dos exemplos que seus próprios santos e mártires deixaram. Deixam de comer carne no feriado para na segunda-feira esquecerem dos exemplos cristãos. É celebrar que Jesus viveu na pobreza, mas de dentro de um templo de ouro construído por uma instituição bilhonária num mundo onde se morre de fome. Não mandem padres missionários pra África! Ou melhor, mandem dinheiro e comida junto com eles. Enquanto houver uma peça de ouro pertencente à Igreja, estará ela mesma sendo hipócrita (traço mais marcante da sua história de inquisição, abusos e politicagem). Geralmente quem aponta para a merda do outro está com o próprio dedo sujo de merda.

    Curtir

    Publicado por Vitor Hugo | 11 de abril de 2009, 14:10
  3. que belo texto.e bela imagem. realmente traz o espirito de pascoa

    Curtir

    Publicado por Chronos | 13 de abril de 2009, 21:03

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

http://www.rainhadasnoivas.com.br/

Curta o Perspectiva no Facebook

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

#workinprogress #watercolor Uma brincadeira #watercolor Rabiscos #sketch #draw #wip #watercolor #art #workinprogress #Sketch #draw #art Uns riscos. #skech #quicksketch

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,234,288 visitas
%d blogueiros gostam disto: