Literatura

Seamus Heaney (13/4/1939 – 30/8/2013)

Morreu hoje o irlandês Seamus Heaney, um dos maiores poetas dos últimos cinquenta anos e um de nossos favoritos entre os contemporâneos.

Na foto acima, com a roupa de seu pai, na plantação onde trabalhou até a idade adulta.

Os escribas

Nunca me empolguei com eles. Se eram excelentes, eram rabugentos e espins como o azevim que liquesciam para a tinta. E se jamais me liguei a eles eles jamais me recusaram meu lugar.

Na quietude do scriptorium uma pérola negra crescia neles como a velha crosta seca nas penas. Na margem de textos de encômio garatujavam e agadanhavam. Resmungavam se o dia estava escuro ou muito giz tornara o velino brando ou muito pouco o deixara oleoso.

Sob as garupas dos caracteres reuniram tropas de cóleras míopes. O ressentimento semeou nos fetos desencaracolados das versais.

De quando em quando eu me punha longe dali e em minha ausência via a inclinada cursiva de um dorso, e os sentia aperfeiçoarem-se contra mim página por página.

Que se lembrem desta não desprezível contribuição a sua arte invejosa.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Apoio

http://www.rainhadasnoivas.com.br/

Curta o Perspectiva no Facebook

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,116,638 visitas
%d blogueiros gostam disto: