Anúncios
Sem categoria

Antônio Augusto Fagundes 1934-2015

Nossa homenagem a quem proporcionou inesquecíveis manhãs de domingo com seu “Bom dia,gaúchos e gaúchas de todas as querências”.

Lenço Branco

Antônio Augusto Fagundes

Nascido de alma caudilha
– nem por isso menos franca –
Deus te deu essa cor branca
que até de noite rebrilha.
Lua do herói na coxilha,
por de eu for, onde eu ande
e sem que ninguém me mande
eu te canto, troféu mudo
que é puro neste Rio Grande!

Do pica-pau ao chimango
vai um pedaço de glória
e engarupo na memória
com um guascaço de mango
recuerdos de algum chatango
que no passado ficou.
Se eu sou assim como sou,
entonado e orgulhoso,
devo a ti, lenço glorioso,
que eu herdei do meu avô.

Das lágrimas de uma china
quando seu índio partia,
de uma lua que alumia
debruçada na campina,
de uma sanga cristalina
que murmurava merencórea,
do clarão de uma vitória
deste povo leal e franco
nasceste, meu lenço branco,
para bandeira de glória!

Teu gosto é andar voejando
entre guerreiros e lanças
e acalentar esperanças
entropilhadas em bando.
O futuro está chamando,
já cumpriste o teu ideal
porqe o Rio Grand eimortal
fez de ti o seu retrato:
oposto do maragato,
puro, atrevido e bagual!

E finalizamos nossa homenagem com pajada composta por Don Arabi Rodrigues, insigne poeta.

“Ao Nico em Ascêncio” –

Hoje tem festa no céu,
por que Deus chamou o Nico.
O Rio Grande, menos rico,
ajoelha e tira o chapéu.
Vendo o Nico olhando ao léu:
ouço o Canto Alegretense,
na voz deste Riograndense:
Irmão, amigo de fato,
agora, deste retrato;
teu sorriso nos pertence.

Vais encontrar o Caetano,
o Gildo e o Teixeirinha.
No galpão da prenda minha,
poncho pátria castelhano.
À frente do Soberano:
uma lição de Folclore,
pra que os demais decorem,
nossos hábitos e costumes,
e ante o Altar dos Perfumes
os que ficaram não chorem.

Abre a gaita e cante um verso,
dirá o Nico lá em cima.
Depois de ver uma rima,
co’as luzes do universo,
reunirá o disperso:
ao som da gaita baguala,
que contraponteia a fala,
deste gaúcho em ascêncio
em honra de seu silêncio:
o meu verso acena o pala!!!

Nh. casa do rio, junho, 25/2015

Leia sobre Nico aqui e  aqui.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

http://www.rainhadasnoivas.com.br/

Curta o Perspectiva no Facebook

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

#workinprogress #watercolor Uma brincadeira #watercolor Rabiscos #sketch #draw #wip #watercolor #art #workinprogress #Sketch #draw #art Uns riscos. #skech #quicksketch

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,233,421 visitas
%d blogueiros gostam disto: