Anúncios
Mundo

Primeiro ministro grego teria pedido empréstimo à Rússia para imprimir moeda – e recebido um “não”

Sim, isso mesmo: a Grécia pediu 10 bilhões de dólares em empréstimo aos russos para imprimir dracmas – a moeda que utilizavam antes da adoção do Euro.

Isso significa, em outras palavras, que o governo de Alexis Tsipras realmente pensou em sair da União Europeia

É o que a imprensa grega noticiou ontem. E Tsipras, ao que parece, foi além: pediu o mesmo empréstimo à China e – pasmem – ao Irã.  Nenhum deles sequer considerou o pedido. Já a Rússia, por sua vez, respondeu com uma vaga promessa de adiantamento de 5 bilhões de dólares da construção de uma linha de tubulação de gás, que passará pela Grécia.

Segundo a reportagem, o primeiro-ministro grego vinha planejando um retorno à dracma desde que assumiu, no começo deste ano. Isso levou-o a costurar uma aproximação com a Rússia, apoiando até mesmo o referendo pela secessão na Ucrânia e condenando a ação da União Europeia naquele momento. Tsipras e Vladimir Putin encontraram-se várias vezes. Tudo, naturalmente, sob o olhar perscrutador de Angela Merkel, que certamente não gostou nada disso.

Segundo as informações, o plano tinha o pleno apoio de todos os ministros mais ligados a Tsipras, sobretudo Yannis Varoufakis, da Economia, e Pannos Kamenos, da Defesa – o primeiro, um marxista, e o segundo, um ultraconservador.

Na noite do referendo sobre a aceitação ou não do plano de austeridade , o primeiro ministro grego ligou novamente para Vladimir Putin, perguntando sobre o pedido de empréstimo.

Para sua surpresa – e a de todos os demais – a resposta foi “não”.

Surpresos, os integrantes do governo grego simplesmente não sabiam o que fazer. Todo o plano que tinham na cabeça dependia desta ajuda providencial dos russos. E as partes envolvidas – a Grécia, a Rússia e também a Alemanha, que propusera o acordo – sabiam perfeitamente disso.

Tsipras encontrou-se sem saída, exceto submeter-se ao plano econômico proposto pelos alemães. E foi exatamente o que fez.  

No fim, a Rússia de Vladimir Putin deu um auxílio providencial e decisivo à Alemanha de Angela Merkel. Que, seguramente, saberá ser grata num futuro próximo.

Isto, claro, se toda a história for verdadeira. A reportagem, como se pode imaginar, provocou imediata reação de toda a oposição grega, que mandou uma carta a Tsipras pedindo uma confirmação oficial da história. Caso seja confirmada, talvez estejamos diante de um caso clássico de meninos ingênuos brincando de gente grande. E meninos assim terminam sendo enganados pelos “big boys”.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

Falando um pouco sobre (contra o) marketing infantil durante o #IACL , evento incrível que ocorreu na Faculdade de Direito da #UFRGS. #workinprogress #watercolor 😊 🌞🌞 #skyline 😊😊 Essa aquarela foi finalizada neste final de semana, mas sempre acho interessante lembrar dos momentos em que a tinta estava secando :) #watercolor #aquarela #gaucho #arts #art

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,276,976 visitas
%d blogueiros gostam disto: