Anúncios
Esportes

20 anos da conquista da América: uma breve reflexão

gremio_95

Se tecermos uma comparação entre as conquistas gremistas na Libertadores da América de 1983 e de 1995 será difícil não ver que a primeira foi muito mais emocionante do que a segunda. Quem assistiu à final contra o Peñarol no Olímpico não esquece do ambiente do estádio lotadíssimo, as entradas duríssimas no decorrer do jogo (resvalando frequentemente para a violência explícita) e o ímpeto quase enlouquecido do Grêmio na partida, tentando compensar a falta de experiência internacional com muita vontade e disposição. O Grêmio era, então, um novato internacional, cheio de jogadores impetuosos, guerreiros e habilidosos, contra um Peñarol escoladíssimo e ultra-seguro de si, como o Boca Juniors dos seus melhores momentos. Um jogo de um adolescente contra um adulto muito bem preparado. E, naquele momento, e contrariando todas as expectativas, o adolescente venceu.

O espírito predominante naquela final de 30 de agosto de 1995, disputada na agradável cidade de Medellin, na Colômbia, contra o Nacional local, não poderia ser mais diferente. O Grêmio levou um gol no começo do jogo e jogou futebol de cabeça fria até o final, quando um Alexandre sofreu o pênalti e Dinho cobrou-o, empatando a partida e decretando a conquista do título. Já não era um adolescente, e sim um competidor muito escolado.

Será fácil dizer que a diferença entre os dois momentos está na diferença natural entre uma primeira conquista e a segunda, entre a inexperiência e a experiência. Não nego que isso cumpra um papel. Desejo, contudo, apontar outro fator que, no meu entender, é muito mais relevante: a maneira como o time de 1995 foi montado. O  Grêmio, naquele ano, foi uma máquina cuidadosamente montada para vencer. Não para superar-se, nem para fazer jogos épicos e históricos: para vencer com autoridade de quem se vê como legítimo e indiscutido ganhador.

Sobre esse tema, vale ler a reportagem publicada no Clic RBS deste final de semana. Ali fica claro que o Grêmio, através de sua direção, capitaneada por Fábio Koff e Luis Carlos Silviera Martins, seu treinador, Luis Felipe Scolari e sua comissão técnica, pensou cuidadosamente cada passo, cada jogador e cada momento daquela caminhada rumo à vitória. Da escolha do então desconhecido Arce, que recém aparecia como destaque no seu Cerro Porteño, até a reabilitação de Dinho e Rivarola, passando pela garimpagem bem sucedida de um Adílson, um Goiano, um Jardel, o Grêmio escolheu as peças como um oficialato romano dispõe suas legiões.

E em nenhum momento daquela Libertadores isto ficou mais claro do que na final. A vitória de 3 x 1 no jogo de ida dava uma vantagem não muito expressiva para o jogo de volta. Qualquer descuido poderia ser fatal, e levar um gol nos começos do jogo era um desses descuidos. Um segundo gol anularia a vantagem obtida no jogo de ida, e o Nacional, contando com o competente ataque de Aristizábal e Angel, poderia fazê-lo a qualquer momento. E o Grêmio não só se defendeu muito bem como, quando o momento foi propício, atacou. E num desses momentos conseguiu o empate e a taça. Uma taça que coroou a dedicação, o trabalho e a estratégia cuidadosamente pensada de uma equipe que nasceu para ser vencedora.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

Greta é fã de "...E o vento levou" #gonewiththewind #cats #art 💙 Um processo (MUITO) demorado #oilpaint #art #arts #draw Antes e depois de pintar. #watercolor #art 💙💙💙 #cats

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,305,489 visitas
%d blogueiros gostam disto: