Anúncios
Esportes

A sinceridade de Rafinha

Convocado para a Seleção Brasileira de futebol, o lateral-direito Rafinha, do Bayern de Munique disse “não”. O jogador alegou que ” Não venho sendo chamado regularmente, não sou uma das principais opções em minha posição, considerando que há outros profissionais na minha frente”. Diante deste comunicado enviado à CBF a entidade máxima brasileira elogiou “a sinceridade do jogador e sua transparência ao transmitir sua decisão”. É cômica a situação. Rafinha, há menos de uma semana, postou a seguinte mensagem em seu twitter:

RAFINha

A sinceridade enaltecida de Rafinha é a de qual momento? A de 17 de setembro, quando para consumo externo comemorou poder voltar a servir a Seleção? Ou a manifestada ontem, quando pediu a CBF que não o convocasse mais por seu desejo de servir à Alemanha?

Rafinha é o mesmo jogador que, em duelo na última UEFA Champions League criticou os brasileiros do Shakhtar Donetsk por suas condutas dentro de campo. O áudio pode ser conferido aqui. Rafinha tece pesados comentários a respeito de Taison, Fred, Luiz Adriano e Douglas Costa. “Moleque. É um bosta. Tomaram sete no rabo, cambada de corno.” disse Rafinha a respeito do brasileiro, que dentro de campo provocou os adversários. No áudio, ainda enaltece os alemães e critica os brasileiros. O deboche não parou por aí. Em vídeo posterior, Rafinha faz graça ao lado de Schweinsteiger do pedido de troca de camisa que o brasileiro fez. Douglas Costa foi contratado pela equipe alemã  no início da temporada equipe alemã e Rafinha hoje o chama de “Douglinhas”.

RAFINha2

Rafinha faz uma escolha descartando a Seleção Brasileira em benefício de uma oportunidade pela Seleção Alemã. Uma oportunidade profissional, ainda que aos olhos dos torcedores e de quem enxerga o futebol como algo mais do que uma atividade econômica, partidas entre seleções nacionais não deveriam ser encaradas com conceito de contratações e negócios pessoais. Essas negociações entre Confederações e atletas vêm se tornando cada vez mais comuns. A naturalização hoje é um negócio no mundo do futebol, e não uma ligação de sangue ou afetiva com um país. Bom para os jogadores “contratados” pelas Confederações, ruim para o futebol. Encarar uma partida de futebol entre selecionados de países como um expositor de atletas contratados e sem ligação alguma com as nações defendidas é um grande passo rumo à descaracterização e desvalorização dos jogos internacionais.

Anúncios

Discussão

2 comentários sobre “A sinceridade de Rafinha

  1. Lamentável esta atitude de rafinha falando mal dos jogadores brasileiros. 1 – Esse rafinha não teve ética ao falar mal dos jogadores, e de certa forma, da Seleção Brasileira. 2 – rafinha mostrou o que já estamos nos acostumando a ver: Um desgosto e descaso pela Seleção Brasileira não só torcedores, mas também dos jogadores. “É possível jogar em outra seleção e ganhar mais? Então estou indo!”

    Curtir

    Publicado por Maicon 117 | 24 de setembro de 2015, 11:15
  2. “Que molecada nojenta esses gauchos né rafinha” Comentário do tweeter da segunda foto. Gostaria de saber o que asouza11 quis dizer com isso. A propósito: Não vão julgar o rafinha como racista pelo comentário dele, assim como fizeram com a torcedora do Grêmio na Arena no jogo contra o Santos?

    Curtir

    Publicado por Maicon 117 | 24 de setembro de 2015, 11:25

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

Work in progress #oilpaint #gremio 🏆🏆🏆🎈🎈🎈🇪🇪🇪🇪🇪🇪🇧🇼🇧🇼🇧🇼💙💙💙 💙 #Runners Sunny #art #draw

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,336,733 visitas
%d blogueiros gostam disto: