Anúncios
Esportes

Projeto de uma “America Champions League” merece atenção

Americas_mapa_560

A discussão sobre a unificação das Américas em torno de um torneio entre clube foi mais uma vez colocada em pauta. O empresário italiano Riccardo Silva quer a criação do torneio para ser realizado no período de fevereiro a novembro e fazer frente à poderosa UEFA Champions League, aproveitando o crescimento do futebol dos Estados Unidos e os grandes nomes contratados por lá recentemente – David Villa, Lampard, Gerrard, Pirlo, Kaká e outros. O torneio acabaria com as distorções atuais da Copa Libertadores e da CONCACAF Champions League, pondo fim à absurda possibilidade de um clube mexicano vencer a Libertadores e não se classificar para o Mundial de Clubes da FIFA.

É um tema que merece atenção. A Copa Libertadores da América transborda tradição e glória, mas carece de melhor investimento e visibilidade. As cotas de televisão são pífias e o nível técnico por muitas vezes deixa a desejar – o campeão da Libertadores leva cerca de US$ 5 milhões. Com a participação efetiva de equipes mexicanas e com os investimentos feitos recentemente no futebol dos Estados Unidos o nível técnico tende a aumentar: uma equipe como o New York City FC, de Andrea Pirlo, Frank Lampard e David Villa tem mais a oferecer tecnicamente e comercialmente do que o Arsenal de Sarandí, do falecido Julio Grondona.

Riccardo Silva diz que já tem o apoio de grandes clubes da América do Sul e um projeto pronto para o torneio. A meta é arrecadar 2 bilhões de reais e dar aos clubes, pela simples participação, o valor de US$ 5 milhões de dólares. Ao campeão é esperada uma bolada maior.

É preciso dar atenção a esta proposta. Para levá-la adiante, seria necessário readaptar calendários, profissionalizar a gestão do futebol brasileiro e sul-americano e criar um sistema de vagas justo para o torneio, com número parecido de participantes por todos os países e critérios razoáveis para maior ou menor número de clubes de acordo com a tradição e momento do futebol. Um “teto” por país seria o mais adequado.

O nome do torneio parece ser o maior problema. Acabar com “Copa Libertadores da América” é dar adeus a um dos mais charmosos e respeitados de toda a história do futebol. Manter o nome e, se necessário, adaptá-lo de alguma forma seria mais adequado.

O projeto é promissor e pode impulsionar os clubes sul-americanos a novo patamar e ajudar a desenvolver ainda mais o futebol nos Estados Unidos. Unir a “alma” do futebol sul-americano com a capacidade de promover eventos de sucesso dos Estados Unidos pode ser um grande passo.

Anúncios

Discussão

3 comentários sobre “Projeto de uma “America Champions League” merece atenção

  1. A Libertadores também carece de peso político para coibir eventos como o do ataque aos jogadores do River na Bombonera, em maio passado.

    Outra: será que um time canadense aceitaria de bom grado jogar no La Olla, em Assunção, tomando pedrada a granel na hora do escanteio? É claro que não.

    Fora que a suposta moralização que o FBI demonstra ao investigar a FIFA tem óbvio fundo político: é muito mais para melar Putin e a Copa de 2018 do que para limpar o sistema. Se bem que, quando a água bater no pescoço, vai todo mundo em bloco pra Suíça…

    Curtir

    Publicado por Diogo Terra | 25 de setembro de 2015, 08:27
    • Diogo,

      Acredito que com a chegada de maiores benefícios em uma competição como esta, viriam também maiores exigências. Creio que a solução para a questão dos gramados terríveis seja possível e até simples: a equipe classificada para competição seria obrigada a manter um campo de qualidade sob algum tipo de pena, seja de exclusão, seja monetária. O projeto prevê premiação INICIAL de U$S 5 milhões. Qualquer dos clubes que se classificariam poderia reformar seu gramado com este valor e ainda sobrar dinheiro para investir.

      Os campos da Libertadores muitas vezes atrapalham o espetáculo. Isso realmente diminui o tamanho do torneio e também não creio que investidores da América do Norte iriam querer vincular suas imagens a isto.

      Abraço!

      Curtir

      Publicado por Fábio Uequed Pitol | 25 de setembro de 2015, 10:26
      • Sem dúvida, Fábio, mas será que as boas intenções não esbarrariam na politicagem e no populismo de sempre?

        Curtir

        Publicado por Diogo Terra | 25 de setembro de 2015, 11:27

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

#watercolor #art #draw Brothers 💙 Greta é fã de "...E o vento levou" #gonewiththewind #cats #art 💙 Um processo (MUITO) demorado #oilpaint #art #arts #draw

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,313,046 visitas
%d blogueiros gostam disto: