Anúncios
Esportes

A UEFA Champions League que ninguém consegue ver

esport1

No auge da visibilidade dos jogos europeus no Brasil, o maior torneio do Velho Continente não pode ser assistido por quase ninguém no país. A UEFA Champions League, por anos transmitida pelo Grupo ESPN no Brasil, teve seus direitos televisivos adquiridos no ano passado pelo canal Esporte Interativo, emisorra pertencente ao gigante conglomerado Turner Sports e ausente de mais de 80% das assinaturas de TV paga do país. A popularização dos clubes europeus está maior do que nunca no Brasil e, paradoxalmente, o principal torneio não pode ser assistido pela maior parte das pessoas. Por que isso acontece?

Com a alteração dos direitos televisivos da Champions, os tele-espectadores se viram reféns de um jogo político e econômico envolvendo NET e Sky (as duas maiores empresas de TV paga do país) e o Esporte Interativo, ausente da grade de programação de ambas. A situação é parecida com a que aconteceu em 2012, quando a Fox Sports adquiriu os direitos de transmissão da Copa Libertadores da América e retirou da SporTV a condição de exibi-la. NET e Sky, parceiros dos canais Globosat, não colocavam os canais da Fox em suas grades de programação. O resultado foi uma longa e demorada negociação, aonde o grupo americano cedeu os direitos de transmissões de alguns jogos da Libertadores da SporTV até que conseguisse entrar na grade de exibição das maiores operadoras de TV.

Com o Esporte Interativo acontece coisa semelhante. O grupo Turner comprou a transmissão da UEFA Champions League sem estar nas principais TVs por assinatura e tirou ESPN e SporTV do páreo. Sky, NET e Globosat pressionam de um lado para Esporte Interativo ceder e repassar os direitos de alguns jogos a outras emissoras; o canal da Turner Sports, por outro lado, pede que os fãs da competição pressionem suas operadoras. Bandeirantes transmite na TV aberta um jogo por rodada e a Globo, por hábito, transmite apenas a partir das fases de mata-mata. Para quem assina NET e Sky – 80% do público de TV por assinatura do país – são essas as possibilidades no momento.

Hoje, existe uma briga política de emissoras em que o maior prejudicado é o espectador, sedento por assistir aos maiores craques do mundo em campo pelo torneio europeu. A UEFA Champions League começou com menos brilho na edição 2015/2016 no Brasil.

Anúncios

Discussão

2 comentários sobre “A UEFA Champions League que ninguém consegue ver

  1. E ninguém é santo nessa história… Me lembro da Libertadores de 2012, cujos primeiros jogos não foram transmitidos no Brasil por conta de uma disputa envolvendo a Fox Sports, que comprou os direitos à época.

    Daí os “jênios” das redes sociais exaltaram o fim do monopólio global das transmissões… como se a Fox não fosse propriedade de Rupert Murdoch, um flagelo mesmo para os padrões neocons da mídia contemporânea.

    Curtir

    Publicado por Diogo Terra | 30 de setembro de 2015, 11:34

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: Grupo Turner promete acirrar disputa pelos direitos televisivos no Brasil | PERSPECTIVA ONLINE - 16 de novembro de 2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

😊😊 Essa aquarela foi finalizada neste final de semana, mas sempre acho interessante lembrar dos momentos em que a tinta estava secando :) #watercolor #aquarela #gaucho #arts #art 💙💙💙 #sunset #nofilter #TBT 💙 Finalizado #arts #art # #watercolor

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,268,803 visitas
%d blogueiros gostam disto: