Anúncios
Esportes

O São Paulo Futebol Clube e a queda da credibilidade

Em menos de uma década, o São Paulo Futebol Clube foi de maior clube do Brasil, sinônimo de gestão e modelo de fazer futebol para uma das maiores crises políticas de um clube na história do país. O tricolor paulista coleciona momentos históricos e constrangedores nos últimos dois anos, desde que Juvenal Juvêncio deixou a presidência para seu sucessor e apoiado, Carlos Miguel Aidar, são paulino histórico e conhecido pelos torcedores. Aidar havia sido presidente do São Paulo nos anos 80 e integrou a formação do Clube dos 13 na mesma época, o qual presidiu em alguns dos primeiros anos. Carlos Miguel Aidar é filho de Henri Aidar, o  presidente do primeiro título de  campeão brasileiro do São Paulo.

 O ex-presidente Juvenal foi nomeado como diretor das categorias de base do clube, talvez pelo fato de ter sido o  idealizador do Centro de Treinamentos de Cotia, orgulho são-paulino, com uma estrutura invejável a qualquer clube. Aidar logo no início de sua gestão qualificou a realizada  pelo seu apoiador como “ultrapassada” Poucos meses depois, o demitiu do cargo junto às  categorias de base. A partir desse momento, não existiu mais paz no São Paulo.

!cid_2423_crop_galeria

O CT de Cotia: a imponência da obra simbolizava a gestão são-paulina

 Juvenal passou a criticar asperamente Aidar, que rebatia na mesma moeda. – O Carlos Miguel é um predador e vai acabar com o São Paulo. Ele está demitindo todo mundo como um maluco. É capaz até de demitir o Muricy, porque o Muricy não aceita aquele monte de jogadores que ele tenta empurrar. Lá dentro, todo mundo sabe que ele é assim. É um maluco.“, disse Juvenal.– Encontrei o São Paulo muito pior do que eu imaginava, acostumado a benesses, com pessoas acostumadas a vantagens. Diretor com carro e motorista por conta do clube. O São Paulo parou no tempo, Juvenal quebrou o clube.”, afirmou Aidar. As polêmicas não pararam por aí.

Com a oposição do São Paulo instigada pelas palavras de Aidar, começaram as denúncias. Primeiro, descobriu-se que o presidente são-paulino contratou a empresa de sua companheira por R$ 6 milhões para intermediar negócios. O São Paulo é um clube grande, com história linda, torcida maravilhosa. Hoje só se fala da comissão da namorada do presidente.”, disparou Juvêncio. Já fui presidente desse clube, do Conselho, da OAB, nunca causei a meu sucessor problema algum nesses lugares. Por que isso? Ciúme? inveja?”, respondeu Aidar.

O clima político do clube continuou fervilhando. A oposição descobriu que o valor da dívida divulgada do São Paulo era um, e na realidade era outro. “Cabem em uma Kombi”, disse Aidar, sobre os opositores. A soberba do presidente são-paulino irritava seus colegas de clube e até mesmo rivais. Paulo Nobre, presidente do Palmeiras, rompeu relações com o tricolor paulista após a polêmica da contratação de Alan Kardec. André Sanchez chegou a chamá-lo de “preconceituoso e racista”. Aidar fazia pouco caso e chegou a brincar em entrevista: “Gostaria muito de ter o Kaká de volta. Tem a cara do São Paulo, alfabetizado, tem todos os dentes na boca, fala bem, joga bem, faz gols”.

O ápice da crise ocorreu na semana passada. Perdidos em relação ao treinador Juan Carlos Osorio, que dizia “não confiar na direção são-paulina” e não garantia sua permanência no comando do clube, Carlos Miguel Aidar e Ataíde Gil Guerreiro, diretor do clube, discutiram intensamente: o presidente chegou a levar um soco no rosto. No outro dia, Ataíde foi demitido. Três dias depois, jogou sujeira no ventilador: Ataíde acusou Aidar de condutas ilícitas no comando do clube, com favorecimento pessoal e envolvimento fraudulento de negociações, recebendo comissões de vendas de atletas. O presidente do Conselho Deliberativo do São Paulo, ao receber as acusações e a suposta gravação comprovando-as, afirmou: “É grave.” Aidar, isolado pelas denúncias e inimigos formados desde o primeiro dia de sua posse, marcou sua renúncia como presidente do clube para hoje, terça-feira. Evitar a vergonha do Impeachment e tentar estancar as denúncias parece ser  a estratégia do presidente.

O e-mail

O e-mail “bomba” de Ataíde: as denúncias derrubaram Aidar

Para o torcedor do São Paulo fica uma sensação de dúvida. Se por um lado vê problemas que já existiam serem escancarados e tentando suas resoluções, por outro é inevitável questionar que, se não fosse a completa inabilidade política de Aidar em lidar com seus opositores, teriam sido reveladas as práticas e condutas inapropriadas da gestão do clube? Ataíde Gil Guerreiro disparou sua metralhadora verbal logo após ser demitido pelo presidente. Afinal, o quão transparente é o São Paulo Futebol Clube, outrora modelo de gestão para os clubes brasileiros?

Aidar afirmou que protocolaria sua renúncia hoje ao cargo de presidente do São Paulo. Filho de ex-presidente saudado pela torcida, ex-dirigente do clube, da OAB de São Paulo e advogado com escritório de renome e sucesso na capital paulista, Aidar se vê em meio a um mar de denúncias por práticas que não teria necessidade nenhuma de realizar. O mundo do futebol é mesmo estranho. O ainda presidente promete esclarecer as acusações de Ataíde Gil Guerreiro em entrevista logo após sua renúncia. Seja como for, o último biênio abalou as estruturas do clube símbolo de administração do futebol brasileiro e do nome de Aidar. A instituição e a reputação de Aidar não precisavam passar por isso.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

#watercolor #art #draw Brothers 💙 Greta é fã de "...E o vento levou" #gonewiththewind #cats #art 💙 Um processo (MUITO) demorado #oilpaint #art #arts #draw

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,313,778 visitas
%d blogueiros gostam disto: