Anúncios
Cinema

Análise: “The Americans”, série de Joe Weisberg

noticias_08072013121638

Ambientada no conturbado cenário político e econômico vivido entre os anos 70 e 80, The Americans retrata a vida de dois cidadãos russos da antiga União Soviética escolhidos para viverem nos Estados Unidos da América como se americanos fossem no período da Guerra Fria. Philip e Elizabeth Jenning vivem como o perfeito casal americano no American Way of Life, ao mesmo tempo que alimentam as informações de seu país com serviços de espionagem.  A série foi criada por Joe Weisber, agente da CIA aposentado, que contribuiu com pesquisas históricas e envolvimento dos personagens com acontecimentos reais durante o período.

This TV publicity image released by FX shows Keri Russell as Elizabeth Jennings, left, and Matthew Rhys as Philip Jennings in a scene from the spy drama

A série tem um dom dramático acentuado. Escolhidos dentre os alistados para o serviço de inteligência soviético, os dois protagonistas aceitam viver um relacionamento falso para servir como pano de fundo do verdadeiro propósito de suas vidas – a espionagem. Philip e Elizabeth precisam conviver com o drama de um casamento, seus sentimentos humanos e os problemas inerentes à vida conjugal, ao mesmo tempo em que não podem abrir mão da frieza exigida para realizar o trabalho clandestino para o qual foram escalados. Aí reside a principal característica dos personagens: a força mental e emocional para superar as adversidades impostas pela vida que escolheram. “Servimos a um propósito maior”, diz Elizabeth a um já confuso Philip nos primeiros episódios.

for tv week - do not purge - THE AMERICANS -- Pictured: (L-R) Keri Russell as Elizabeth Jennings, Matthew Rhys as Philip Jennings -- CR: Frank Ockenfels/FX

O primeiro episódio abre já diretamente com a ação espiã dos dois protagonistas. Elizabeth relaciona-se com outro homem a fim de coletar informações sigilosas para Moscou (como é chamado o quartel principal destinatário e chefe das operações) aos olhos de um incomodado Philip, que nutre sentimentos reais por sua esposa e parceira criada pelo governo soviético.  “Você está ficando americano demais. Gosta demais daqui”, fala Elizabeth, em tom crítico a Philip. O descontentamento do russo com a vida dupla que levam gera confusão e problemas na vida pessoal e profissional do “casal”.

Quando um dos líderes no combate aos “Ilegais” (como são tratados os espiões russos infiltrados em território americano) se muda para a casa em frente a dos Jennings as preocupações do casal-espião aumentam: terá sido coincidência um oficial da CIA escolher o local como residência ou seus disfarces foram descobertos? O nervosismo demonstrado pelos personagens mostrar que na espionagem não é permitido acreditar em meras coincidências.

A trama se passa durante o mandato de Ronald Reagan na Casa Branca, com todos os efeitos do combate ao comunismo e promoção do capitalismo gerados pela famosa Doutrina Reagan. “Vale tudo no amor e na Guerra Fria”, diz o slogan do seriado. É verdade. Seja no drama de seu conturbado casamento ou no duelo nada secreto vivido pela União Soviética e os Estados Unidos da América, as táticas adotadas nem sempre foram as mais limpas.

the_americans.jpg.size.xxlarge.letterbox

Análise de “The Americans”, série de Joe Weisberg / Resenha de Demolidor, “The Americans”, série de Joe Weisberg/ Crítica de “The Americans”, série de Joe Weisberg/ Review de “The Americans”, série de Joe Weisberg
Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

💙 Um processo (MUITO) demorado #oilpaint #art #arts #draw Antes e depois de pintar. #watercolor #art 💙💙💙 #cats O nome é Yassmine, o sobrenome é...

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,287,887 visitas
%d blogueiros gostam disto: