Anúncios
Esportes

Grêmio, Santos e Atlético-MG abrem guerra contra cotas de TV

clubesricos

A partir de 2016 entra em vigor o novo contrato das cotas de TV dos maiores clubes do Brasil. Escrevemos sobre isso aqui. A diferença, que já é estratosférica entre Flamengo e Corinthians e os demais, aumentará ainda mais no próximo triênio. Como foco nessa diferença, clubes como Santos, Grêmio e Atlético Mineiro lideram um movimento para que os clubes se unam para acertar valores de cotas televisivas mais equilibrados ao final deste contrato. A afirmação de Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético Mineiro, para o jornalista Rica Perrone é alarmante:

– “Fizemos um cálculo, em dez anos, a diferença de receita entre Corinthians e Atlético contando o dinheiro da TV e da Caixa, se eles mantiverem o patrocino, vai chegar a R$ 1 bilhão. Vai dizer que isso não provoca uma diferença técnica? Precisamos encontrar uma forma mais justa de dividir o dinheiro da TV, ou vai chegar uma hora em que Corinthians e Flamengo vão jogar sozinhos. Não questiono o valor da cota deles, mas acho que o que recebemos hoje não é justo”, afirmou Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético-MG.

Os resultados da diferença financeira já começam a aparecer. O Corinthians desde 2011, ano da assinatura do contrato, venceu os maiores títulos de sua história. Por essa razão, o clube paulista é o maior defensor da atual gestão dos recursos financeiros direcionados às transmissões do Campeonato Brasileiro. Para o dirigente corinthiano Emerson Piovezan, “Não é uma questão de quanto você recebe, é uma questão de gestão. Se você ganha muito e não administra bem, não vai ser campeão. Nossa gestão foi boa, e estamos liderando o campeonato”.  O dirigente não está errado: é realmente preciso conciliar recursos financeiros com uma boa gestão  – mas é muito mais fácil ter uma gestão melhor com maiores recursos financeiros.

A maior parte dos clubes brasileiros já negocia individualmente com a Rede Globo para renovação do contrato de televisão após 2018. A emissora acena com antecipação de valores milionárias – o Corinthians deve receber ainda em 2015 mais de 30 milhões de reais que servirão para pagar salários e premiações pelo título brasileiro. É compreensível a decisão do clube paulista e do Flamengo na manutenção dos acordos atuais: os dois possuem gigantesca vantagem financeira ante seus rivais. O estranho é que os demais clubes brasileiros não estejam unidos com Grêmio, Santos e Atlético Mineiro por uma distribuição mais equitativa dos valores de transmissão – os clubes cariocas chegaram a defender o acordo alinhados em foto, em 2011. Defender uma melhor distribuição das cotas é defender o equilíbrio do Campeonato Brasileiro.

 

Anúncios

Discussão

2 comentários sobre “Grêmio, Santos e Atlético-MG abrem guerra contra cotas de TV

  1. Ninguém mandou o Odone sabotar o Clube dos 13 só para atingir o Koff (e levando o Grêmio junto)…

    Curtir

    Publicado por Diogo Terra | 19 de novembro de 2015, 15:39
  2. Tem que deixar a Globo passar todo domingo Flamengo e Corinthians e fazer uma liga independente com valores bem melhor distribuição.

    Curtir

    Publicado por cecilio oxley | 3 de janeiro de 2016, 19:52

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

Greta é fã de "...E o vento levou" #gonewiththewind #cats #art 💙 Um processo (MUITO) demorado #oilpaint #art #arts #draw Antes e depois de pintar. #watercolor #art 💙💙💙 #cats

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,304,714 visitas
%d blogueiros gostam disto: