Anúncios
Geral

Aedes Aegypti e os riscos à saúde e aos Jogos Olímpicos

zika-virus-770x470Faltando cerca de 6 meses para o começo dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, o Brasil vive, talvez, a pior ameaça para a realização da competição: além das obras em atraso e da poluição inacreditável das águas em que serão disputadas algumas das provas olímpicas, o país tem a ameaça cada vez maior do mosquito Aedes Aegypti, vetor das doenças da dengue, vírus Zika e Chikungunya. A situação é grave. Cientistas alertam para a possibilidade das patologias se tornarem – a exemplo da dengue durante as últimas décadas – problemas endêmicos no Brasil e na América do Sul. Além de riscos à saúde de quem é infectado, as doenças estão associadas à microcefalia se gestantes forem contaminadas.

Uma das informações mais alarmantes a respeito de possíveis transmissões da doença chegou às vésperas do carnaval. A FIOCRUZ, fundação brasileira de nível federal especializada em pesquisas laboratoriais de saúde promoveu estudos que indicam potencial de contágio das doenças por via oral e pela urina. Significa dizer que a velocidade de transmissão pode ser multiplicada de maneira exponencial.

O planeta todo está de olho no Brasil. Há mais de um ano se discute sobre os efeitos deletérios que as águas de locais como a Bacia de Guanabara podem causar aos atletas que disputarem provas naquele local. O Governo contemporizou dados científicos a respeito do tema e chegou a questionar sua legitimidade. O risco de uma epidemia, no entanto, não poderá ser ignorado: país estrangeiro algum irá enviar seus atletas se o Brasil estiver em condições de risco. Na última semana, a reunião no Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos teve o combate ao mosquito como principal tema. 

Não há vacina e nem tratamento específico para as doenças transmitidas pelo maligno Aedes Aegypti. O mosquito se reproduz em águas paradas e é dever de cada cidadão zelar para que sua casa ou arredores não tenha objetos que permitam a proliferação do inseto – potes, sacolas, vasos de flores, pneus, etc. Da mesma forma lícito exigir-se dos administradores público cuidado extremo em locais que são de sua competência. Na última semana, dois cientistas americanos desaconselharam, em matéria publicada na FORBES, a realização da Olimpíada no Brasil por conta dos riscos das doenças. Às vésperas da realização dos Jogos Olímpicos e sem demonstrar mecanismos eficazes o suficiente para estancar a proliferação das doenças para sua própria população, o Brasil é colocado em xeque.

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

😊😊 Essa aquarela foi finalizada neste final de semana, mas sempre acho interessante lembrar dos momentos em que a tinta estava secando :) #watercolor #aquarela #gaucho #arts #art 💙💙💙 #sunset #nofilter #TBT 💙 Finalizado #arts #art # #watercolor

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,268,827 visitas
%d blogueiros gostam disto: