Anúncios
Esportes

Atlético Mineiro, Colo-Colo, Melgar e Independiente Del Valle: o grupo 5 da Libertadores 2016

VEJA TAMBÉM:

O Guia da Copa Libertadores de 2016

12722445_938637652887237_1104768155_o

Arte: Yassmine Uequed Pitol

Confira também:

GRUPO 1: River Plate, São Paulo, The Strongest e Trujillanos: o Grupo 1 da Libertadores 2016

GRUPO 2: Nacional, Palmeiras, Rosario Central e River Plate-URU: o grupo 2 da Libertadores 2016

GRUPO 3: Boca Juniors, Racing, Deportivo Cali e Bolivar: o Grupo 3, da Libertadores 2016

GRUPO 4: Peñarol, Atlético Nacional, Sporting Cristal e Huracán: o Grupo 4 da Libertadores 2016

GRUPO 5: Atlético Mineiro, Colo-Colo, Melgar e Independiente Del Valle: o grupo 5 da Libertadores 2016

GRUPO 6: San Lorenzo, Grêmio, LDU e Toluca: o grupo 6 da Libertadores 2016

GRUPO 7: Olimpia, Deportivo Táchira, Emelec e Pumas: o grupo 7 da Libertadores 2016

GRUPO 8: Corinthians, Cerro Porteño, Cobresal e Independiente Santa Fé: o grupo 8 da Libertadores 2016

12751800_939416096142726_587442907_o

O grupo 5 da Libertadores conta com um franco favorito à classificação acima de todos os outros: o Clube Atlético Mineiro. Com um elenco rico e com grandes jogadores, o Galo Vingador vem de anos consecutivos de grandes resultados dentro de campo e chega à sua quarta Copa Libertadores consecutiva. Colo-Colo, do Chile, desponta como a segunda força do grupo. Como possíveis azarões, o Melgar, do Peru e o Independiente Del Valle, do Equador, tentam surpreender os dois favoritos à vaga.

ATLÉTICO MINEIRO – BRASIL

Alçado a um novo patamar de grandeza na atual década com os investimentos feitos e os resultados alcançados, o Atlético Mineiro desponta como favorito à classificação e até mesmo ao título da Copa Libertadores da América. O clube, campeão da América em 2013, joga a competição pela quarta vez consecutiva, recorde na sua história. É a oitava participação do Galo na Libertadores. A qualificação para o torneio se deu por conta do vice-campeonato brasileiro na última temporada.

O Atlético Mineiro manda seus jogos no Estádio Independência, em Belo Horizonte. A reformada casa do América Mineiro foi o local ideal encontrado pelos atleticanos para sediar suas partidas: localizado no Bairro do Horto, na capital mineira, o estádio viu nos últimos 4 anos vitórias e viradas improváveis do técnico e aguerrido Atlético Mineiro dos últimos anos. A capacidade do “Horto” é de 23 mil espectadores.

antonio-anastasia-inaugurou-o-novo-estadio-independencia_2_n_i_center

Estádio Independência, em Belo Horizonte

O time-base do Atlético Mineiro é: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Tiago e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Dátolo e Luan; Robinho e Lucas Pratto.

O 11 ideal do Atlético Mineiro é um dos mais fortes do Brasil e da América do Sul. A chegada de Robinho para a formação de dupla de ataque com Lucas Pratto torna o setor ofensivo atleticano perigoso e técnico. Na defesa, Victor, Marcos Rocha e Leonardo Silva seguem como destaques. O meio tem a solidez defensiva de Leandro Donizete e a técnica de Jesus Dátolo.

COLO-COLO – CHILE

A mais tradicional equipe chilena chega à sua 31ª Libertadores da América com uma equipe experiente e técnica. Classificado para a competição por ter sido o campeão do torneio Apertura de 2015, os chilenos buscam superar a fase de grupos enfrentando novamente o Atlético  Mineiro, adversário que os eliminou no ano passado no mesmo estágio da competição. O Colo-Colo foi campeão da Libertadores em 1991 e vice-campeão em 1973.

O estádio que recebe o clube é o imponente Monumental de Santiago, com capacidade para 47 mil pessoas. A torcida é vibrante e uma das maiores do Chile.

estadio-nacional-julio-martinez-chile

Estádio Monumental, de Santiago

O time-base do Colo-Colo é: Justo Villar; Matías Zaldivia, Julio Barroso, Gonzalo Fierro; Cristián Gutiérrez, Esteban Pavez, Jean Beausejour, Martín Tonso,Jaime Valdés; Claudio Baeza e Esteban Paredes

No gol, a experiência e a segurança de Justo Villar, titular da Seleção Paraguaia. Na defesa, Gonzalo Fierro é o grande xerife. Beausejour, jogador da Seleção Chilena e Esteban Paredes, técnico e artilheiro, fazem parte da espinha dorsal da equipe chilena.

MELGAR – PERU

Clube antigo no Peru, o Melgar tem pouca tradição em Copa Libertadores da América. Fundado em 1915, classificou-se para a competição por ter sido o campeão peruano na última temporada. É apenas a terceira participação do clube na história do torneio.

O Melgar joga em um dos maiores estádios desta edição da Libertadores, com capacidade para mais de 50 mil pessoas. O Estadio Monumental de la UNSA, pertencente à Universidade Nacional de San Agustin, fica na cidade de Arequipa, localizada a 2400 metros de altitude. Do estádio, se tem uma das mais lindas vistas do Vulcão Misti, que fica a quase 6 mil metros acima do nível do mar.

6335448518_371f2d79da_b

Estádio Monumental de la UNSA, em Arequipa

O time-base do Melgar é: Patricio Álvarez; Jesus Arismendi, Werner Schuler, Édgar Villamarín, Minzum Quina; Diego Estrada, Mario Palommino, Ánderson Santamaría, Omar Fernández; Ysrael Zúñiga, Bernardo Cuesta

Omar Fernandez é o jogador de mais destaque da equipe. O jovem colombiano foi escolhido o melhor jogador estrangeiro do último campeonato peruano e tem velocidade e técnica. A altitude deve complicar a vida dos adversários também.

INDEPENDIENTE DEL VALLE – EQUADOR

O emergente clube equatoriano vem crescendo nos últimos anos no cenário local e sul-americano. Classificado para a Libertadores por ter alcançado a terceira melhor campanha do campeonato nacional, o clube passou pela fase prévia da Libertadores eliminando o Guarani, do Paraguai.

A casa do Independiente Del Valle é acanhada. O Estadio Rumiñahui, com capacidade para 8 mil pessoas e localizado na cidade de Sangolquí – a mesma do clube -, não costuma receber grandes públicos.

1-7928-20150415-082647

Estádio Rumiñahui, em Sangolquí

O time-base é: Daniel Azcona; Arturo Mina, Luis Caicedo, Christian Núñez; Jefferson Orejuela, Julio Angulo, Mario Rizotto, Carlos Cuero; Junior Sornoza, Jose Angulo,        Bryan Cabezas

A marca da equipe é a velocidade e a faixa etária baixa. O principal nome da equipe é o jovem Julio Angulo, de apenas 19 anos e convocado para a Seleção do Equador.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

http://www.rainhadasnoivas.com.br/

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

#workinprogress #watercolor Uma brincadeira #watercolor Rabiscos #sketch #draw #wip #watercolor #art #workinprogress #Sketch #draw #art Uns riscos. #skech #quicksketch

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,246,019 visitas
%d blogueiros gostam disto: