Anúncios
Esportes

O que esperar das oitavas-de-final da Copa Libertadores de 2016?

12722445_938637652887237_1104768155_o

 

Com a última vaga assegurada com contornos dramáticos na altitude de 3600 metros de La Paz, o São Paulo se qualificou para a última vaga para a disputa das oitavas-de-final da Copa Libertadores 2016 e encerrou o chaveamento da competição. Com o sistema de critérios baseado nas pontuações dos clubes na primeira fase do torneio – diferentemente da UEFA Champions League, que define por sorteio os confrontos -, praticamente todos os clubes estavam ligados nas partidas finais da fase de grupos da maior competição sul-americana.

A Copa Libertadores de 2016 é a edição mais valorizada da história do torneio. Com as maiores cotas de TV da história, diversos clubes sul-americanos investiram mais do que o usual para seguir adiante na competição: jogadores com alto valor de mercado como Calleri, Tevez, Miller Bolaños, Ibarbo, Robinho e Lisandro Lopez foram contratados por clubes que se classificaram para as oitavas-de-final. Pelo caminho, ficaram nomes como Diego Forlán, Zé Roberto, Seijas, Omar Perez, Valdez e Paredes.

Os confrontos das oitavas-de-final reservam grandes jogos e emoções para a competição. Equipes tradicionalíssimas se confrontarão pelo sonho da conquista de “La Copa”.

1º) Atlético Nacional (COL) x 16º) Huracán (ARG)

O Atlético Nacional, de Medellín, foi o melhor time da primeira fase da Copa Libertadores da América. Não tomou conhecimento do gigante Peñarol, de Diego Forlán, reforços da dupla Gre-Nal e estádio novo e patrolou os uruguaios nos dois confrontos da fase de grupos. Com um futebol envolvente, rápido e de qualidade, os colombianos querem o bicampeonato para a conquista de um título “sem asteriscos”: a Libertadores de 1989 é acusada de ser financiada pelo tráfico do “Cartel de Medellin”, que dominava a Colômbia à época. O centroavante Ibarbo é um dos principais nomes da equipe, juntamente do meia Marlos Moreno.

O bravo Huracán, da Argentina, atingiu a última posição dentre os classificados: 16º lugar na qualificação geral, os argentinos faziam parte do mesmo grupo do Atletico Nacional na competição. No primeiro jogo entre as equipes, os colombianos venceram por 2 x 0 na Argentina com autoridade. No segundo jogo, os argentinos acabaram com a campanha 100% do Atletico Nacional: 0 x 0 no Atanasio Girardot. Ramón Ábila, atacante do Huracán, foi o principal nome da fase de grupos da equipe, com 4 gols.

2º) Pumas (MEX) x 15º) Deportivo Táchira (VEN)

O Pumas chegou à Libertadores como o melhor mexicano qualificado para o torneio – caso igual a do Tigres, finalista da edição 2015. Na fase de grupos, confirmou sua condição de forte equipe: 15 pontos e segunda melhor campanha geral da competição. Ismael Sosa, com 5 gols, é o vice-artilheiro da competição e principal nome da equipe até agora.

A exemplo do confronto entre Atletico Nacional e Huracán, Pumas e Deportivo Táchira também repetirão confrontos da fase de grupos: os venezuelanos foram os únicos a baterem os mexicanos na fase de grupos, com vitória por 2 x 0 no estádio Pueblo Nuevo. No México, o confronto ficou em 4 x 1 para o Pumas. Pérez Greco é o principal nome dos venezuelanos na competição até o momento.

3º) Corinthians x 14º) Nacional (URU)

Com autoridade, o Corinthians foi líder de seu grupo na primeira fase da competição e mantém sua condição de favorito ao título. A equipe paulista perdeu apenas um jogo no grupo e fez a terceira melhor campanha da competição. Foram três vitórias em casa e a última com chave de ouro: 6 x 0 com a equipe reserva. Com o maestro Tite na área técnica e a liderança de jogadores como Elias dentro de campo, o Corinthians segue forte, com volume de jogo, nomes de qualidade no elenco e alto nível de competitividade.

O gigante Nacional, de Montevidéu, que assombrou o Palmeiras na fase de grupos é o desafiante. Duelo duro: os uruguaios fazem o tradicional jogo de marcação forte e contra-ataque, que derrubou os palmeirenses com duas vitórias nos dois jogos entre as equipes. Com a força de El Gran Parque Central, os gols de Nico Lopez e a disciplina tática, os uruguaios querem seguir adiante pelo sonho do tetracampeonato.

4º) Atlético-MG x 13º) Racing (ARG)

Em um dos melhores confrontos das oitavas-de-final, Atlético Mineiro e Racing medirão forças dentro e fora de campo: seus estádios e suas torcidas são sempre protagonistas nos jogos das duas equipes, com a massa atleticana, no Mineirão ou no Independência “Horto” x La Guardia Imperial em El Cilindro. Na fase de grupos, o Atlético passou sem dificuldades. Com grandes jogadores como Victor, Robinho, Lucas Pratto e Cazares, os mineiros perderam apenas uma partida na competição em seu pior jogo da fase de grupos, contra o Independiente Del Valle. O Atlético joga o futebol de toques de 2015 com maior solidez defensiva, diferencial trazido por Diego Aguirre.

O Racing passou mais trabalho na fase de grupos. Em um chaveamento em que precisou encarar o Boca Juniors, os argentinos ficaram na segunda colocação após segurarem um dramático empate na altitude de La Paz contra o Bolivar, na última partida. Dentro de casa, mostraram força: duas vitórias e um empate, capitaneados por Diego Milito e os gols de Gustavo Bou e Lisandro Lopez. No meio, Romero dá as cartas com dribles e assistências.

5º) Toluca (MEX) x 12º) São Paulo

No grupo da morte, passou na liderança a equipe menos badalada: o Toluca, do México, foi apontado por muitos como azarão de um grupo que reunia três campeões da América. Com apenas uma derrota, os mexicanos mostraram força dentro e fora de casa, com Triverio, Uribe e Vega de expoentes técnicos. Não é fácil jogar no México: o estádio do Toluca fica a 2.600 metros de altitude.

O tricampeão da América e do Mundo, o São Paulo, vive um momento complicado. A classificação foi absolutamente dramática, com um empate em La Paz e dois jogadores expulsos. A equipe do São Paulo é qualifica e técnica, e o treinador acostumado a grandes conquistas, mas o time não atingiu o padrão de jogo desejado por Edgardo Bauza ainda. O principal nome da equipe – e da Copa Libertadores – é Jonathan Calleri. O argentino, trazido do Boca Juniors em engenhosa contratação por empréstimo, fez 8 gols e é o artilheiro disparado da competição. O São Paulo passou de fase e agora é um novo torneio. Com camisa, história e qualidade para crescer dentro de campo, pode ir longe.

6º) Boca Juniors (ARG) x 11º) Cerro Porteño (PAR)

O hexacampeão da América, o Boca Juniors, viveu diversos momentos na fase de grupos. Estreou na competição como favorito ao título ao exibir nomes como Tevez, Gago, Pablo Osvaldo, Cata Dias, Orion e Nicolas Lodeiro. Os primeiros jogos foram terríveis: o Boca ia mal na Libertadores e no campeonato argentino. O clube trocou de técnico e Guillermo Barros Schelotto assumiu a casamata: tudo mudou. Os argentinos venceram as últimas três partidas na competição – incluindo o Racing, em El Cilindro – e assumiram a liderança do grupo. “Nas oitavas, o Boca é outro”, dizia Riquelme. Tevez, Gago e Carrizo fizeram boa primeira fase após Schelotto assumir.

O paraguaio Cerro Porteño conseguiu a classificação como segundo colocado em um duro grupo com Corinthians na liderança e Independiente Santa Fé, campeão da última Copa Sul-Americana, beliscando a outra vaga. Os paraguaios sofreram, mas seguiram adianta, muito por conta da vitória sobre os brasileiros no Defensores del Chaco. Guilherme Beltrán, com dois gols marcados, é o principal nome da equipe no torneio.

7º) River Plate (ARG) x 10º) Independiente del Valle (EQU)

O atual campeão River Plate fez uma primeira fase oscilante. Sem apresentar um grande futebol, mas conseguindo bons resultados, o clube ficou na liderança de seu grupo sem maiores sustos, mas não convenceu ainda seus torcedores. D’Alessandro é o artilheiro da equipe na competição, com 3 gols. O River ainda não atingiu seu maior padrão de jogo, mas tem espaço para crescer. A equipe manteve vários de seus melhores nomes e o grupo está acostumado a grandes conquistas nos últimos anos, com Sul-Americana, Recopa e Copa Libertadores no currículo. Alario, Mora, Mercado e Barovero são alguns dos destaques dos argentinos.

O surpreendente Independiente del Valle conseguiu uma improvável classificação superando o Colo-Colo. Os equatorianos foram os únicos que derrotaram o Atlético Mineiro na fase de grupos, e exibem um dos principais goleadores do torneio: Junior Sornoza, com 4 gols é o destaque da equipe.

8º) Rosario Central (ARG) x 9º) Grêmio

O duelo entre Rosario Central e Grêmio é um dos mais aguardados das oitavas-de-final. Os argentinos lideraram um grupo com Nacional de Montevidéu e Palmeiras, e exibem como credenciais a fama de “melhor time argentino do momento”, segundo o técnico da Seleção Argentina, Tata Martino – torcedor do rival Newell’s. O estádio Gigante del Arroyito é o terror dos adversários. Lá, os argentinos não perdem há meses, e sua torcida é uma das mais agitadas da América do Sul. Marco Rubén, German Herrera, Franco Cervi e Donatti são alguns dos principais nomes do forte Rosario.
A classificação do Grêmio para as oitavas teve altos e baixos. Ao fim do primeiro turno, os gaúchos eram alvos de críticas de torcedores e opinião especializada. Depois, com o empate salvador contra o San Lorenzo e a maiúscula vitória contra a LDU, no Equador, o time mudou de patamar. O Grêmio tem padrão de jogo e boas opções no elenco, mas o time vem oscilando ainda durante o ano. Luan, Miller Bolaños, Maicon, Walace, Marcelo Grohe e Pedro Geromel são os destaques do Grêmio no sonho do tricampeonato.

 

TABELA DA COPA LIBERTADORES

 

Anúncios

Discussão

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: Tabela – COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA 2016 | PERSPECTIVA ONLINE - 22 de abril de 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

http://www.rainhadasnoivas.com.br/

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

Eu e a minha amiga querida @bgraziuso , felizes hoje, logo após participarmos de mesa redonda junto à turma da graduação em Direito da Unisinos, em uma manhã muito enriquecedora e divertida! Obrigada ao prof. @mcatalan1973 pela imensa oportunidade! (Obs. Faltou a Carla Froener, que também participou do evento - e falou muito bem - na foto!) #cansada #runners 🏃 Fê, hoje é o teu dia (eu sei que tu adora comemorar o teu aniversário!). Sigo a nossa tradição, que se mantém desde o início dessa amizade tão valiosa, te desejando, do fundo do meu coração, toda a felicidade do mundo! Sou muito feliz por ser amiga de alguém tão inspiradora, sensível e especial! Feliz aniversário, com muito amor ❤❤❤ (corações vermelhos em respeito ao teu dia!) Obs. Olha as fotos que eu achei hahaha ❤❤ @fernandatrama_ ⭕⚪⚫👍#arts #gremio Quase #arts #gremio

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,254,823 visitas
%d blogueiros gostam disto: