Anúncios
Esportes

A imprevisível Libertadores da América de 2016

liber2016.png

As eliminações de Grêmio e Corinthians nas oitavas-de-final da Copa Libertadores de 2016 têm vários significados. Duas equipes tradicionais, campeãs continentais e com os dois treinadores brasileiros mais elogiados do ano de 2015 não conseguiram vencer seus oponentes no torneio continental na primeira fase de mata-mata da competição. Curiosamente, dois treinadores oriundos da mesma escola de formação – Roger declara-se abertamente inspirado em Tite. A Libertadores da América de 2016 tem um dos melhores níveis técnicos e de competitividade dos últimos anos. Será uma surpresa a queda prematura das duas equipes?

As táticas adotadas por Rosario Central e Nacional foram parecidas, ainda que as execuções sejam distintas. A marcação “alta” e a pressão na saída de bola foi utilizada pelas duas equipes para anular os brasileiros. Os argentinos são mais qualificados tecnicamente e venceram o Grêmio com futebol e supremacia técnica dentro de campo, enquanto os uruguaios foram menos arrojados – o Corinthians possui mais jogadores qualificados que o Nacional.

Inicialmente, há que se ressaltar a força e a valentia das duas equipes classificadas. Rosario Central, que eliminou o Grêmio de maneira contundente, e o Nacional de Montevidéu, algoz do Corinthians, possuem folhas salariais infinitamente menores do que a dos clubes brasileiros. Giuliano, Maicon e Miller Bolaños custam ao Grêmio R$ 1,5 milhão de reais, valor que pagaria o salário de todos os jogadores dos jogadores Canallas. No uruguaio Nacional o valor chama mais atenção ainda: a folha inteira do clube fica em torno de R$ 1,2 milhão mensais. Os uruguaios derrotaram o Corinthians com dois empates e o uso do velho gol qualificado, enquanto os argentinos eliminaram o Grêmio com autoridade e futebol dentro de campo. Por que os clubes brasileiros não conseguem fazer valer de sua supremacia financeira?

O mercado inflacionado brasileiro dos últimos anos promoveu alguns absurdos inexplicáveis do ponto de vista técnico e financeiro no futebol. Giuliano recebe R$ 750 mil mensais no Grêmio, muito mais do que o execrado Kleber Gladiador recebia no clube. Por Maicon, o Grêmio pagou 7 milhões de reais ao São Paulo e mais de 300 mil mensais ao jogador. Fernandinho recebia do Grêmio até o mês passado R$ 450 mil mensais. O aporte financeiro maior nos clubes nos últimos anos no lugar de qualificar as equipes com nomes mais fortes acabou inflacionando o salário de jogadores medianos: o valor mensal de um time como o do Grêmio não condiz com a capacidade técnica dos jogadores exibidos.

Há algo característico nas equipes argentinas e uruguaias que é entoado por quase todas as suas torcidas nos momentos de dificuldade: “Ponga Huevo, que ganamos” é o grito que vem das arquibancadas. Por “Ponga Huevo” compreende-se doar-se dentro de campo, deixar a alma nas quatro linhas e lutar até o fim – o mesmo que nós aqui no Brasil queremos quando pedimos “raça” às nossas equipes. Nacional e Rosario Central doaram-se os 180 minutos contra um Corinthians incapaz de superar o jogo uruguaio e um Grêmio apático e abatido antes mesmo da partida iniciar no primeiro jogo da Arena. As equipes da Copa Libertadores conseguem, por muitas vezes, a equivalência dentro de campo dentro deste espírito de entrega, luta e irresignação. Quando seus times são bons – que são os casos de Nacional e Rosario – a situação fica difícil para equipes apáticas como a do Grêmio.

O maior volume financeiro movimentado pela Libertadores da América de 2016 permitiu aos clubes participantes montarem equipes melhores e reduzirem um pouco da distância econômica entre Brasil e o restante da América do Sul. A participação no torneio possibilitou ao Nacional trazer o centroavante Nico Lopez, carrasco de Palmeiras e Corinthians, e ao Rosario Central manter o centroavante Marco Ruben, que despedaçou o Grêmio em Porto Alegre e em Rosario. Com o nível técnico mais próximo, os vizinhos nos superaram no trabalho tático, na determinação e inteligência em campo e na garra – colocaram mais “huevos”. Por avançar na competição, Nacional e Rosario embolsarão mais 1 milhão de dólares cada um, uma fortuna para equipes com folhas salariais mais modestas.

Tite e Roger Machado são dois dos melhores treinadores brasileiros da atualidade e fizeram um 2015 merecidamente elogiado. Mas a Copa Libertadores de 2016 nos acende um sinal de alerta: não há sequer um treinador brasileiro entre os 8 melhores do torneio com as quedas de Grêmio e Corinthians. São Paulo, do argentino Edgardo Bauza, e Atlético Mineiro, do uruguaio Diego Aguirre, medirão forças na próxima fase pelas semifinais do torneio. As apostas nos estrangeiros se mostraram corretas até agora: com equipes mais caras e teoricamente mais qualificadas, Palmeiras, Grêmio e Corinthians, treinados por brasileiros, ficaram pelo caminho.

 

Anúncios

Discussão

3 comentários sobre “A imprevisível Libertadores da América de 2016

  1. “Roger declara-se abertamente inspirado em Tite”

    ele “inspirou” alguma coisa bem boa pra dizer isso…

    Curtir

    Publicado por Diogo Terra | 6 de maio de 2016, 16:32
  2. Sou atleticano e assisti a SEP x CNF há uns cinqüenta dias. Daí comentei que o Bolso dera uma aula dentro do Palestra. Daí me ridicularizaram: – Pirou? Foi horrível! Ficou só na retranca – Então, pensei comigo: – Caramba! Mas defender-se também não é mérito?!?? – Parece que no Brasil há uma tremenda dificuldade em assimilar isso.

    Curtir

    Publicado por hilton00neves | 8 de maio de 2016, 12:01

Trackbacks/Pingbacks

  1. Pingback: Tabela – COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA 2016 | PERSPECTIVA ONLINE - 6 de maio de 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

http://www.rainhadasnoivas.com.br/

Curta o Perspectiva no Facebook

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

#workinprogress #watercolor Uma brincadeira #watercolor Rabiscos #sketch #draw #wip #watercolor #art #workinprogress #Sketch #draw #art Uns riscos. #skech #quicksketch

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,234,183 visitas
%d blogueiros gostam disto: