Esportes

Seminário contra elitização do futebol discute baixa ocupação dos estádios

Na sede da Federação Gaúcha de Futebol, por organização do movimento O Povo do Clube, comandado por torcedores do Internacional, realizou-se o seminário “Futebol: Popular, Transparente e Vencedor”. O evento foi realizado em duas datas: no dia 22 de agosto, em que lideranças do clube conversaram sobre planejamento, gestão e transparência na condução de um clube de futebol e na noite de 30 de agosto, em que a participação do torcedor nos estádios era o tema.

14194452_1177919192280888_1327493563_n

Contando com a presença de Mauro Cezar Pereira, jornalista da ESPN Brasil, e Ivandro Latino, um dos líderes do movimento O Povo do Clube, o seminário foi fonte de discussões e aprendizados sobre as fraquíssimas presenças de torcida nos estádios brasileiros.

14218310_1177919172280890_1348703800_n

Mauro Cezar, tradicional opositor da chamada “elitização” nos estádios brasileiros apresentou o que chama de “Era dos Selfiemaníacos”, momento no qual vivemos em que as pessoas que vão aos estádios vão para “Tirar fotos, tomar capuccinos e comer sushis”. Segundo Mauro, com o aumento dos bilhetes médios de ingressos, o perfil de público que comparece não é o do torcedor clássico, apaixonado pelo seu clube e que faz parte da atmosfera do futebol. “Não é que o torcedor que vá ao ‘New Maraca’ comer Sushi esteja errado, mas o estádio deve contemplar também os outros torcedores que não podem pagar os valores cobrados hoje em dia”.

14191741_1177919145614226_2100351458_o

Mauro questiona ainda os planos de associações dos clubes brasileiros: “Existem clubes que alegam que seu ticket médio não é tão alto, apresentando os números de seu borderô. Mas nesses números, não está contabilizado o valor pago pela mensalidade para que o torcedor tenha direito a comprar um ingresso, com ou sem desconto.”

Os argumentos de Mauro Cezar são fortes e merecem ser apreciados. Os planos de associados são uma necessidade para a viabilidade do futebol e devem ser valorizados – a explanação de Ivandro Latino mostrou que o Internacional recebe mais de seus sócios do que da transmissão da TV -, mas não se deve, por força dessa necessidade, acabar por excluir de dentro dos estádios o torcedor com menor renda e que é apaixonado pelos clubes. “Na Inglaterra, na Alemanha e na Europa como um todo, o preço alto do ingresso exclui torcedores, mas ainda se justifica porque os estádios estão cheios. Aqui, temos média de ocupação de 40% no campeonato brasileiro e nossos estádios são frios como geladeiras. Por que não mudar isso?”, pergunta Mauro Cezar.

O fenômeno dos estádios esvaziados se repete no Brasil inteiro. Na Série A do Campeonato Brasileiro, sobretudo nos novos estádios, não há local em que não se vejam com freqüência inúmeras fileiras de cadeiras vazias. Será que o interesse pelo futebol diminuiu ou o valor dos ingressos impede que o torcedor compareça? Tomemos como exemplo o Grêmio: no Estádio Olímpico, o setor imediatamente à frente da TV era a arquibancada, custando entre R$ 30 e R$ 40; hoje, são as Cadeiras Gramado, com valor médio de R$ 80. Não há comparação entre o conforto oferecido entre os dois locais, mas a média de ocupação mostra que a demanda não consegue ocupar o setor com os valores cobrados atualmente. Por que não mudar?

14182118_1177919072280900_2018934462_n

O movimento O Povo do Clube apresentou sua proposta para que o Internacional faça maior e melhor uso do Beira-Rio: a criação de um plano de associados popular, disponível apenas para quem comprove baixa renda e atenda a determinados critérios que comprovem essa condição. Segundo Latino, não se pode simplesmente reduzir o valor do ingresso sem observar o associado, e sim atender a essa demanda estudando de forma diferenciada. A idéia é vender uma cota mínima de ingressos a um valor baixo e fidelizar o torcedor por meio de uma mensalidade igualmente reduzida. Em 2016, uma média de 30 mil lugares ficam vagos no Beira-Rio por jogo.

“A arquibancada forja caráter”, comenta Mauro Cezar, em frase atribuída a seu colega de televisão Arnaldo Ribeiro. No estádio se convive com a paixão, a frustração, a vitória e a derrota. A cultura de torcedor, presente na América do Sul e alguns estádios europeus está se perdendo no Brasil. O estádio deve ser para todos: desde o torcedor que só pode pagar um valor baixo pelo ingresso para assistir ao jogo, até o fanático de sushi que frequenta as áreas VIP. Essa foi a grande discussão promovida pelo seminário na sede da Federação Gaúcha de Futebol, em evento brilhantemente promovido por grupos de torcedores do Internacional. Um estádio com baixa ocupação é a antítese do que é o futebol. Que trilhemos caminhos melhores.

 

Discussão

Um comentário sobre “Seminário contra elitização do futebol discute baixa ocupação dos estádios

  1. MCP é um dos raros comentaristas que a gente gosta de ouvir.

    Tem atitudes um tanto quanto radicais, é verdade – que o digam os inúmeros perfis que ele bloqueia às vezes por um mero desentendimento -, mas argumenta solidamente.

    Curioso é o referido evento ser organizado na sede da FGF, cujo presidente é uma espécie de ideólogo da elitização dos estádios (“o futebol vai ser TV”, lembram?).

    Adoraria interpretar o fato como um sinal de mudança – mas, como diriam os ingleses (risos): “plus ça change, plus c’est la même chose”.

    P. S. Se o Inter for rebaixado, que a direção ao menos dê atenção ao Povo do Clube. Até porque boa parte do momento institucional do clube está intimamente ligada a essa gentrificação em vigor no Beira-Rio…

    Curtir

    Publicado por Diogo Terra | 31 de agosto de 2016, 13:44

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Apoio

http://www.rainhadasnoivas.com.br/

Curta o Perspectiva no Facebook

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,116,638 visitas
%d blogueiros gostam disto: