Anúncios
Política

40 anos de um grito de liberdade*

*do facebook de Celso Pitol

Quem viveu os complicados anos 70 vai lembrar que, de tempos em tempos, a transmissão do Jornal Nacional era interrompida para que a voz potente de Cid Moreira lesse uma mensagem do Ministério da Justiça, como se fosse o locutor oficial da governo. Era a lista de cassações dos deputados e vereadores do partido de oposição à ditadura – o nosso MDB – com a violência comum a todos os regimes de exceção. Era como um ritual periódico.

Eu e a Linda Lucia estavamos em Tramandaí quando, naquele fevereiro de 1977, ouvi aquele ritual ser cumprido novamente. Daquela vez, o locutor anunciava a cassação de um companheiro nosso do Setor Jovem do MDB: Marcos Klassmann.

Devo falar um pouco dele para os mais jovens. Klassmann era presidente do Setor Jovem do MDB de Porto Alegre e uma das maiores lideranças de nosso partido. Fomos eleitos para a vereança – ele em Porto Alegre, eu em Canoas – no mesmo ano, em 1976, que ficou marcado pelo ingresso de muitos integrantes do nosso Setor Jovem nas câmaras municipais do Rio Grande do Sul. Era a nossa geração ascendendo nos poucos espaços políticos que tínhamos.

Conhecido pela sua oratória vibrante e pela capacidade única de mobilização, Klassmann havia sido eleito com grande votação. A marca de sua campanha havia sido um panfleto mimeografado, com dizeres que, hoje, podem parecer banais, mas naquela época representavam a transgressão: “Vote contra o governo”.

A cassação de Klassmann se dera por um discurso proferido na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, em solidariedade ao companheiro de bancada Glênio Peres, que havia sido cassado anteriormente.

Hoje, dia 9 de fevereiro, este discurso está completando 40 anos. Trata-se de uma peça histórica, que vale a pena ser lida. Um grito de liberdade naqueles tempos duros. E um grito que ainda tem muito a nos dizer.

Repasso o link do discurso do Klassmann para leitura:

http://lproweb.procempa.com.br/…/cama…/usu_doc/klassmann.pdf

(Em anexo, exemplar do jornal “Documento”, o informativo do nosso Setor Jovem, zelosamente guardado por Linda Lucia, onde é noticiada a violência do regime da época e Klassmann é citado)

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Anúncios

Discussão

Um comentário sobre “40 anos de um grito de liberdade*

  1. Amigo Pitol, uma importante e triste lembrança daqueles tempos difíceis de ditadura militar. Como também fui eleito vereador em 1976, pelo MDB em Gramado-RS, viví esse momento ruím de nossa democracia, inclusive com a edição dois meses depois, em abril de 1977, do famigerado pacote de abril, que dentre outras aberrações, instituiu a figura do senador biônico e também prorrogou nosso mandato por mais dois anos. Saudades do amigo. Abração!!!

    Curtir

    Publicado por Esdras Cardoso Rubim | 1 de março de 2017, 17:34

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Anúncios

Apoio

INSTAGRAM DA ARTISTA YASSMINE PITOL

#watercolor #art #draw Brothers 💙 Greta é fã de "...E o vento levou" #gonewiththewind #cats #art 💙 Um processo (MUITO) demorado #oilpaint #art #arts #draw

Mais recentes

Estatísticas do blog

  • 2,313,315 visitas
%d blogueiros gostam disto: