Anúncios
Esportes

Fotos inéditas da final do Mundial Interclubes de 1983 – Grêmio x Hamburgo

No aniversário de 35 anos da decisão do Mundial Interclubes entre Grêmio x Hamburgo, o torcedor gremista acaba de ganhar um presente: uma série de fotos inéditas da partida.

O responsável pelo presente é o japonês Masahide Tomikoshi. Lenda viva da fotografia em seu país, Tomikoshi foi, entre 1981 e 2016, o fotógrafo oficial das finais do Mundial Interclubes disputadas em Tóquio, época em que a capital japonesa recebeu o certame. Há alguns meses, ele abriu o baú de velhos negativos das partidas que cobriu e vem publicando as revelações em suas contas no twitter e no Instagram, para deleite dos torcedores do mundo todo.

Nessa semana, foi a vez do Grêmio. As fotos mostram disputas de bola, os momentos antes e depois do jogo, os gols e a consagração do ponta-direita Renato, o principal nome da partida. A frequência com que alguns jogadores aparecem nas fotos mostram a leitura que Tomikoshi fez da partida: do lado tricolor, os mais fotografados foram Renato, autor dos dois gols, e Mário Sérgio, que dominou as ações no meio-campo gremista. Do lado alemão, receberam destaque o meia Félix Magath, craque da equipe, e o líbero Ditmar Jakobs – ambos titulares da seleção alemã.

As fotos abaixo foram publicadas no twitter oficial de Tomikoshi, que traz também registros de Copas do Mundo e torneios amistosos envolvendo clubes sul-americanos, europeus e norte-americanos em território nipônico.

 

 

k

 

Disputa de bola entre Renato, do Grêmio, e Ditmar Jakobs, do Hamburgo.

Mário Sérgio

Comemoração do gol de Renato

Gol do Hamburgo aos 44 minutos do segundo tempo, marcado pelo lateral-esquerdo Schröder

Ditmar Jakobs e Paulo Cézar Magalhães

Félix Magath, do Hamburgo, e Osvaldo, do Grêmio. Craque da seleção alemã, duas vezes vice-campeão do mundo (1982 e 1986), Magath é considerado por muitos o maior jogador da história do Hamburgo.

O capitão do Hamburgo, Félix Magath, ao lado do treinador Ernst Happel. Vice-campeão do mundo com a “Laranja Mecânica” holandesa em 1978, o vienense Happel é uma lenda do futebol europeu, duas vezes vencedor da Liga dos Campeões: em 1983, com o Hamburgo, e em 1970 com os holandeses do Feyenoord.

Momento do segundo gol de Renato. No seu encalço, o lateral-esquerdo Schröder, autor do gol do Hamburgo.

Ditmar Jakobs, do Hamburgo, após o jogo e a troca de camisetas. Líbero da seleção alemã, Jakobs era um dos melhores zagueiros do mundo nos anos 1980. Três anos depois, em 1986, faria uma partida memorável na história semi-final Alemanha x França na copa do México, anulando o poderoso ataque francês. Pela sua dedicação em campo, ganhou dos jornais alemães o título de “último guerreiro da Bundesliga”.

Renato

Da esquerda para a direita: Mário Sérgio, Paulo Roberto e De León

Comemoração ao fim do jogo. Note-se a presença de bandeiras do Grêmio ao fundo.

Comemoração dos gremistas, com o presidente do clube, Fábio Koff, levantando a taça. Destaque para o jornalista Paulo Sant’anna, sentado na pista ao lado do presidente. Ao fundo, à direita, os jogadores do Hamburgo vestindo as camisetas tricolores que ganharam após a troca de uniformes.

Osvaldo, De León e Tarciso

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: